Monitoramento de aeração em tempo real reduz consumo de energia em 95%

Um estudo recente em uma estação de tratamento de águas residuais demonstrou que o monitoramento e controle da aeração em tempo real reduziu em 90% a quantidade de nutrientes devolvidos ao processo principal de tratamento e em 95% o consumo de energia. Veja como funciona a solução da Xylem.

Os operadores e engenheiros de estações de tratamento de águas residuais enfrentam o aumento dos custos operacionais devido à subida dos preços da energia e dos produtos químicos usados, assim como devido a limites mais estritos de licença de efluentes. Muitas estações estão recorrendo a sensores e automação para reduzir os custos operacionais, limitar as despesas de capital e aumentar o desempenho do tratamento.

ASSINE NOSSO BOLETIM

Para superar esses desafios, um estudo avançado de controle do processo foi realizado em um digestor aeróbico em Green Lake, no estado de Wisconsin. Ao controlar o processo de maneira mais inteligente, a solução reduziu consideravelmente a quantidade de fósforo e nitrogênio devolvidos ao processo principal de tratamento e reduziu o consumo de energia e o desgaste no ventilador.

Antecedentes do estudo de digestão aeróbica

A estação de tratamento de águas residuais de Green Lake usa um sistema SBR avançado de ICEAS com alimentação contínua (vazão média = 0,2 MGD = 0,75 milhões de litros por dia) e com digestão aeróbica. O digestor inclui difusores de bolhas finos, ventiladores de deslocamento positivo e uma válvula telescópica manual para decantação. Os sólidos do digestor são enviados a um filtro-prensa de esteira para desidratação e, posteriormente, aplicação no terreno.

O digestor tem quatro zonas que operam em série, duas no digestor oriental e duas no digestor ocidental. O lodo ativado de resíduos é automaticamente bombeado do sistema de ICEAS para o digestor oriental, aproximadamente a cada duas horas. Os resíduos sobrenadantes do digestor são devolvidos ao SBR através da válvula telescópica, acionada manualmente quatro vezes por semana. Uma bomba de lodo e usada para remover o lodo do digestor ocidental uma vez por semana.

Sensores YSI da Xylem, sistema OSCAR e controlador DINO

Durante o estudo, foram instalados sensores YSI para medir NH4, NO3, K, DO e ORP nos digestores oriental e ocidental. Além disso, foi instalado um analisador de ortofosfato (PO4) YSI no digestor oriental.

O digestor aeróbico foi atualizado com o sistema de controle otimizador de desempenho do processo OSCAR da Xylem, que automaticamente ajusta o tempo de aeração necessário no digestor conforme as leituras de potássio. O controlador DINO alterna condições aeróbicas, anóxicas e anaeróbicas no digestor para otimizar o tratamento total de nitrogênio e fósforo, ao mesmo tempo em que minimiza o consumo de energia.

Resultado: maior remoção de nutrientes e economia de energia

O sistema OSCAR com o controlador DINO permitiu a remoção biológica do fósforo no digestor, reduzindo a quantidade de PO4 devolvida ao processo de ICEAS através de decantação ou desidratação de sólidos em mais de 90%, em média. Essa redução ajudou a estação a reduzir o consumo de produtos químicos no processo principal de tratamento em mais de 50%, sem deixar de cumprir o limite permitido de fósforo efluente.

O controlador DINO também obteve uma redução de 100% no NO3 devolvido ao processo principal de tratamento, em comparação com a operação anterior, que era continuamente aerada. O consumo de energia do ventilador do digestor da estação de Green Lake apresentou uma redução de 95% em comparação com a operação anterior. A energia do ventilador passou de 36% em pico a 0% em pico, reduzindo as cargas de demanda e o custo unitário da energia.

Em geral, o digestor aeróbico, equipado com o sistema OSCAR e o controlador DINO, reduziu as quantidades de nitrogênio e fósforo devolvidos ao processo principal de tratamento em mais de 90% e o consumo de energia em mais de 95%.

ASSINE A MAKING WAVES

Série de artigos

Em foco: Tecnologias de água inteligentes

Começar a ler

ASSINE NOSSO BOLETIM