Tecnologia de monitoramento da Xylem protege o Nilo contra a poluição

Um programa de monitoramento da água do Nilo está coletando dados valiosos para ajudar o governo a estudar e proteger o rio contra a poluição. A cada 30 minutos, 20 estações de monitoramento equipadas com sondas YSI da Xylem enviam dados sobre a água diretamente ao Ministério do Meio Ambiente do Egito. Saiba como a solução está promovendo a conscientização e embasando a legislação.

O Nilo fornece 95% da água do Egito, irrigando os cultivos, impulsando a indústria e abastecendo praticamente todos os 99 milhões de habitantes do país. Ao longo de seus 6.600 quilômetros através de desertos, fazendas e cidades, o Nilo fornece a preciosa água, mas também carrega quantidades enormes de poluentes.

“O percurso por uma cidade densamente povoada como Cairo apresenta seus próprios desafios para este importante curso d’água: a descarga ilegal de resíduos não tratados de fábricas, a poluição causada por barcos e navios, e o comportamento humano”, afirma Hassan al Salem, especialista em análise da YSI da Xylem no Oriente Médio e África.

Ao longo do curso do rio, a proliferação de ervas daninhas aquáticas que entopem os canais reduz a velocidade da água. Altas temperaturas, valores anormais de pH, altos níveis de matéria orgânica dissolvida, produtos químicos de águas residuais industriais indevidamente tratadas e esgotos aumentam o desafio, acrescenta Mohamed abd Elnasser, engenheiro de pós-venda e suporte técnico da Giga Systems, uma parceira da YSI da Xylem com sede no Cairo.

Legislação para exigir monitoramento de águas residuais em tempo real

“Essas fontes de poluição terminam causando muitas doenças aos cidadãos, como insuficiência renal e hepática”, afirma abd Elnasser. “Essas doenças custam milhões de libras [egípcias] ao país e afetam a capacidade dos egípcios de viver normalmente.”

A pressão sobre o governo começou a aumentar para conter a poluição, enquanto que a qualidade da água continuou decaindo nos últimos anos, observa al Salem.

“As leis existentes não exigiam ações legais contra danos ao meio ambiente até pouco tempo atrás, quando a pressão sobre a qualidade da água aumentou”, explica abd Elnasser. “Portanto, o governo tomou medidas importantes e ambiciosas para criar leis, assim como uma rede de monitoramento no Nilo.”

O parlamento do país aprovou uma legislação ambiental que exigirá que todas as instalações industriais monitorem a qualidade de suas próprias águas residuais em tempo real e informem os dados ao Ministério de Meio Ambiente, afirma abd Elnasser. As leis estão atualmente sendo analisadas pelo ministro.

Sondas da YSI da Xylem enviam dados sobre a água por sinal de telefonia celular

Enquanto as leis que exigem que os poluidores monitorem suas águas residuais tramitam pelo governo, o ministério lançou uma iniciativa abrangente para realizar seu próprio monitoramento contínuo.

O Dr. Sayed Mostafa, diretor da Administração Central de Qualidade da Água do Ministério do Meio Ambiente do Egito, dirige um programa contínua de monitoramento da qualidade da água que atualmente abrange quase 1.000 quilômetros ao longo do Nilo, com 20 estações de monitoramento. O programa, que foi lançado em meados de 2015, iniciou no Nilo superior e, com o tempo, está sendo ampliado para o norte, em direção ao delta.

Cada estação de monitoramento está equipada com uma sonda multiparâmetro EXO2 da YSI. A cada 30 minutos, as sondas capturam medições de uma ampla variedade de parâmetros da qualidade da água, inclusive temperatura, condutividade, salinidade, total de sólidos dissolvidos, oxigênio dissolvido, pH e matéria orgânica dissolvida florescente. Os dados são transmitidos ao Ministério do Meio Ambiente por sinal de telefonia celular.

Foto: Mohamed abd Elnasser e Mostafa Ahmed, da Giga Systems, instalam uma sonda EXO2 da YSI no Nilo (foto cortesia de Mahmoud Diab).

“O monitoramento contínuo em um intervalo de 30 minutos melhorou a possibilidade de captar algum evento de curta duração que provavelmente seria perdido se os mesmos locais fossem monitorados de maneira tradicional e discreta”, diz abd Elnasser. “O monitoramento de parâmetros diferentes no mesmo momento pode fornecer alguns padrões de dependências entre diferentes parâmetros, pode conferir mais significado aos dados e pode ser usado para descartar dados não lógicos e picos.”

Promovendo a conscientização sobre a poluição do Nilo

Os dados das estações de monitoramento da qualidade da água já demonstraram ter várias vantagens, começando pela obtenção dos níveis e tipos de poluição ao longo de vários trechos do rio.

“O principal motivo é perceber o efeito dessas fontes de poluição, obter provas de eventuais infrações e rastrear as medidas tomadas para minimizar esses maus comportamentos e os resultados da aplicação das normas”, explica abd Elnasser. “Outro motivo é usar os dados como uma fonte valiosa para pesquisa.”

De acordo com o Dr. Sayed Mostafa, os poluidores próximos às estações de monitoramento da qualidade da água tornaram-se mais conscientes sobre a qualidade da água que liberam no rio – mesmo antes da entrada em vigor das novas leis.

Envio de dados com modems por rádio, celular ou satélite

A Giga Systems equipou cada sonda com um registrador de dados Storm3 para manter um fluxo estável de dados do campo para o ministério.

“O registrador de dados Storm3 nos dá a possibilidade de escolher entre modems e antenas por rádio, celular ou satélite”, conta abd Elnasser. “O GSM-GPRS integrado é mais adequado em nosso caso porque as estações monitoradas estão distribuídas por todo o país e o uso de modems por celular é mais barato que por satélite.”

“Confiamos no software Storm Local para a coleta de dados de todos os locais monitorados porque é uma conexão de ponto a ponto, o que é mais seguro que fazer upload dos dados para a nuvem”, afirma, acrescentando que outros usuários podem considerar a nuvem mais flexível para o compartilhamento de dados.

Monitoramento que leva a um futuro mais limpo e claro

Abd Elnasser prevê que, à medida que a rede de monitoramento da qualidade da água do Nilo for ampliada, o ministério poderá beneficiar-se de um pacote de software para consultar e analisar informações significativas a partir de um volume enorme de dados.

Porém, como centenas de gerações de egípcios, seu enfoque é no grande rio em si. Ele espera que o programa de monitoramento gere uma mudança significativa para a saúde do Nilo.

“O Nilo foi, é e sempre será a fonte da vida para o Egito”, diz abd Elnasser. “Mantê-lo em boas condições é uma questão vital para o país.”

Leia a matéria completa e mais em Mission: Water

Série de artigos

Em foco: Tecnologia e gestão inteligentes da água

Começar a ler

ASSINE NOSSO BOLETIM