Maior estação romena de efluentes recebe sistema de aeração da Xylem

A estação de tratamento de efluentes Glina em Bucareste estava enfrentando problemas com um sistema de aeração ineficiente que ocasionava manutenção de alto custo. O novo sistema de aeração Sanitaire da Xylem proporciona aeração consistente ao mesmo tempo em que reduz a energia. Conheça a solução.

Sendo a maior estação de efluentes da Romênia, a estação de tratamento Glina tem capacidade para 1,3 milhão de equivalente populacional (Pe – population equivalent). A planta trata aproximadamente 600.000 m3 de efluentes por dia, dos quais cerca de 400.000 m3 passam por tratamento biológico e terciário. Recentemente a estação estava enfrentando problemas com a aeração.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Substituindo um sistema de aeração ineficiente

Apa Nova, a operadora da estação Glina, vinha utilizando um sistema de aeração com difusor de disco em todos os tanques o que não era confiável, nem eficiente. Falhas na membrana deste sistema ocasionaram manutenção  de alto custo, e o tratamento era insuficiente. Em alguns casos não foi possível obter a qualidade da água requerida. Outros problemas observados no sistema incluíram:

– Danos nas membranas e coletores dos difusores.

– Aeração irregular e insuficiente em todo o tanque.

– Ineficiência na redução de NH4 a um fluxo de 5 m3/segundo.

A empresa queria um sistema mais confiável, com menores custos de manutenção e menor consumo de energia, a fim de otimizar as operações da estação.

Sistema de aeração Sanitaire da Xylem

A Xylem foi chamada para verificar o sistema atual e entender as necessidades da estação. A Xylem ofereceu o sistema completo de aeração Sanitaire para todas as 12 bacias da estação. A instalação do sistema começou em 2015, e atualmente o sistema foi instalado em sete tanques. O tanque final será instalado em 2019.

O sistema de aeração Sanitaire inclui difusores de disco de membrana Silver Series II, que são membranas de 9 polegadas com compostos de elastômero EPDM de alto grau que resistem à degradação. O sistema também inclui soluções para dois tipos de tanques: lodo ativado e lodo ativado recirculado.

Os resultados: menor utilização da energia e aeração consistente

No decorrer do primeiro semestre de 2016, a planta operou apenas uma bacia com aeração Sanitaire e 11 bacias com o sistema anterior. O consumo total de energia dos ventiladores entre janeiro e julho foi de 44.000 kWh. No mesmo período em 2017 (janeiro a julho), a estação operou com sete bacias Sanitaire e cinco com o sistema anterior, e o consumo de energia caiu para 42.000 kWh.

Os operadores da estação observaram uma série de outros benefícios com o sistema Sanitaire. Agora, conseguem obter um ponto de oxigênio estabelecido em um tempo relativamente curto e conseguem diminuir a concentração de NH4 mais rapidamente. O novo sistema também fornece aeração consistente de toda a superfície do tanque, e os difusores podem ser limpos com ácido fórmico, facilitando a manutenção.

INSCREVA-SE EM MAKING WAVES

 

Série de artigos

Em foco: desafios atuais e futuros das empresas públicas

Começar a ler

Assine nosso boletim

Boletim